Herpes labial: sintomas e causas

Manter um sorriso bonito envolve muito mais do que cuidar da saúde e estética dos nossos dentes, afinal, a parte externa também conta – e muito! E, cá entre nós, se tem algo capaz de acabar com qualquer sorriso, isso é a herpes labial, que causa feridas na região da boca e traz com ela diversos transtornos.

Mas o grande problema da herpes labial é que muitas pessoas não sabem identificar os seus sintomas e, principalmente, como evitá-la. Pensando nisso, separamos algumas dicas importantes que vão ajudar você a entender melhor a herpes labial. Confira!

O que é herpes labial?

A primeira coisa que você precisa saber sobre a herpes labial é que ela é uma infecção causada pelo Herpes Simplex Vírus (HSV), ou seja, é uma doença viral e contagiosa. Esse vírus (HSV) pode ser encontrado em dois tipos, sendo o tipo 1 o causador mais frequente da herpes labial e o tipo 2 mais comum de se manifestar na região genital.

O que muitos não sabem é que o contato com o vírus da herpes costuma acontecer na infância, embora os sintomas demorem para surgir – e em alguns casos nunca apareçam. Isso acontece porque o vírus se instala no organismo e fica inativo, esperando até o momento em que ocorra uma baixa na imunidade para só então se manifestar.

Alguns fatores que podem desencadear um surto de herpes são:

  • exposição solar em excesso;
  • fadiga física e mental;
  • estresse;
  • febre e outras infecções.

Principais sintomas

A principal característica da herpes labial é o surgimento de feridas em formato de bolhas pequenas, avermelhadas e doloridas na região dos lábios, boca e gengiva. É comum também sentir ardência e coceira no local em que vão aparecer as lesões, sendo este o indicador de um novo “surto”.

Lábios com herpes

Fonte: Portal Beleza

A herpes labial costuma durar entre cinco e dez dias, período em que as bolhas surgem, estouram (liberando um líquido rico em vírus e, portanto, altamente contagioso) e, por fim, entram no processo de cicatrização. Durante esse período, é comum sentir alguns sintomas desconfortáveis, como:

  • febre;
  • coceira na região da ferida;
  • queimação;
  • e formigamento.

Como evitar a herpes labial

Por se tratar de uma doença transmissível, existem alguns cuidados que podemos tomar para evitar o contágio. Alguns deles são:

  • evitar o contato com pessoas que estejam com feridas aparentes na boca (pois é nesse estágio que a herpes se torna mais contagiosa);
  • não compartilhar talheres, copos, alimentos etc;
  • evitar compartilhar itens pessoais como batom, toalhas e nada que seja usado e entre em contato com a boca, podendo transmitir o vírus.

Vale lembrar que, embora o vírus se manisfeste na região bucal, sua ação não está diretamente ligada à higienização incorreta e falta de cuidado com os dentes. Mas ao primeiro sinal de sintomas que possam ser de herpes labial, é muito importante buscar a ajuda de um profissional especializado para que ele possa descartar a relação das feridas com disfunções bucais e, então, indicar o tratamento mais adequado para o seu caso.

Para ter um sorriso sempre perfeito – tanto por fora como por dentro – é preciso redobrar os cuidados com seus dentes e boca como um todo! Cuide-se e não esqueça de visitar o seu dentista regularmente para manter sua saúde bucal sempre em dia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *